Acesse nossa Plataforma

Estamos vivendo em um mundo centrado em APIs. Por meio delas é que conseguimos utilizar qualquer serviço ou aplicações na internet e interagimos com seus dados. Vivemos na economia das APIs com o mundo todo orientado a dados.

As APIs não são mais apenas uma extensão de uma ferramenta ou site existente. Elas se tornaram verdadeiros produtos e, geralmente, são criadas de forma independente de outras ferramentas ou recursos digitais. Isso é API First e ele está se tornando cada vez mais fundamental.

Reunimos um guia sobre API First para ajudar você a se atualizar sobre essa tendência no mundo de tecnologia baseado neste artigo.

O que é API First?

O design de API First é uma estratégia em que a primeira ordem do negócio é desenvolver uma API que coloque os interesses do desenvolvedor-alvo em primeiro lugar e, em seguida, cria-se o produto em cima dele (seja um site, aplicativo ou software SaaS). Ao construir as APIS tendo os desenvolvedores em mente, você e seus desenvolvedores estão economizando muito trabalho enquanto estabelecem as bases para que outros possam construir.

Pensar API First tem implicações profundas, especialmente sob o ponto de vista de implementação no negócio. Além disso, primeiro cria-se uma API e, somente depois, criam-se outras ferramentas e recursos digitais em torno dela.

As empresas falham quando não aplicam API First, pois começam com a construção de aplicativos e, só então, como um projeto paralelo, criam uma API para empresas terceirizadas ou para fins de integração. Elas o veem como dois canais: um canal da web ou móvel e um canal de API. O problema com essa abordagem é que ela resulta em uma API artificial que não foi construída e testada adequadamente durante o design.

Por isso, é extremamente importante aplicar uma abordagem que construa primeiro a API e, a partir dela, seus aplicativos e sistemas no entorno. Isso força a empresa a projetar uma API e usá-la em seu próprio aplicativo para que seja uma API de descanso mais real e amigável ao desenvolvedor.

Alguns exemplos de design de API First podem incluir:

  • Criação de uma API antes de um site;
  • Criação de uma API antes de um aplicativo;
  • Criação de uma API antes da integração com um sistema;
  • Criação de uma API antes de sincronizar com um banco de dados.

Assim, a adoção de uma abordagem de design de API First pode trazer inúmeros benefícios para desenvolvedores e proprietários de negócios.Considerando o quanto é importante que nossos aplicativos e sites sejam escaláveis ​​e como as interrupções de serviço podem ser prejudiciais para as ferramentas digitais, faz todo o sentido enfatizarmos essa abordagem de API First.

Para compreender melhor, imagine o seguinte cenário: você está construindo aplicativos nativos da nuvem. Depois que o código é verificado em seu repositório, os testes são executados automaticamente e você tem candidatos a lançamento em execução em um ambiente de laboratório em minutos.

Quando outra equipe em sua organização começa a construir serviços com os quais seu código interage ela traz seus serviços para o mesmo ambiente e, em breve, você terá várias equipes criando serviços com dependências horizontais, todas em uma cadência de lançamento diferente.

O que pode acontecer é um pesadelo de falhas de integração.

Para evitar essas falhas de integração e reconhecer formalmente sua API como um artefato de primeira classe do processo de desenvolvimento, o design de API First dá às equipes a capacidade de trabalhar contra os contratos públicos uns dos outros sem interferir nos processos de desenvolvimento interno.

Mesmo se você não estiver planejando construir um serviço como parte de um ecossistema maior, o fato de iniciar todo o seu desenvolvimento no nível da API ainda paga dividendos suficientes para fazer valer seu tempo.

Agora, vamos dar uma olhada em alguns benefícios do design de API First para times de desenvolvimento e tecnologia.

Os Benefícios do API First Design

As equipes de tecnologia geralmente adotam um design de API First porque ele se ajusta a uma estrutura ágil. Alguns motivos são mais técnicos e específicos para os desenvolvedores que criam as APIs. Mas não importa o nível de familiaridade que você tenha com APIs, existem muitos motivos pelos quais você deve considerar uma abordagem de API First para o seu projeto.

Tempo de desenvolvimento mais rápido

Um design que prioriza a API significa que os desenvolvedores estão pensando em cada estágio de uma API, em vez de apenas atacar indefinidamente os terminais. As APIs também são modulares e frequentemente reutilizáveis, portanto, uma vez que sua API comece a se formar, você pode usá-la em outros projetos centrados em API.

API First Desenvolvimento mais rápido

Melhor UX e DX

O tempo de inatividade nunca é uma coisa boa. Aplicativos de clientes corrompidos podem ser absolutamente devastadores quando os dados são o produto ou serviço. Não seriam necessárias muitas interrupções de serviço para seus clientes buscarem serviços mais confiáveis.

Ao construir com APIs, você pode criar um modelo consistente para qualquer tipo de cliente consumi-la, beneficiando assim a estabilidade. Além disso, ao integrar APIs em seu projeto, você colhe os benefícios de UX que as APIs oferecem, como logins sociais ou integração de aplicativos.

O design de API First também contribui para uma melhor experiência do desenvolvedor (DX), considerando que os desenvolvedores são os principais clientes que trabalharão e consumirão as APIs. Ele facilita com APIs limpas, bem escritas e totalmente documentadas, tornando muito mais rápido e fácil integrar os desenvolvedores para que eles possam começar a usar a API.

Maior adoção no uso de API

Adotar uma abordagem de design de API First torna mais fácil para seus desenvolvedores adicionar novos recursos e funcionalidades. Essa é a chave para fazer com que os desenvolvedores usem sua API em seus projetos de desenvolvimento, o que é, obviamente, a chave para o sucesso de uma API.

API First - Maior adoção de APIs

Considere quando a Walgreens abriu sua API para desenvolvedores, possibilitando aos clientes imprimir fotos de seus telefones ou contas de mídia social. Isso criou instantaneamente as bases para que seus clientes digitais gastassem 6x mais do que na loja. Em uma época em que tantos estão tentando encontrar um equilíbrio entre o digital e o físico, simplesmente não podemos ignorar estatísticas como essa!

Auto-descritiva

Para que uma API seja realmente útil, ela precisa ser o mais autoexplicativa possível. Esse é um dos princípios centrais de uma API. Também é fundamental para a adoção da API, pois seus clientes não vão querer ter que abrir a documentação de ajuda sempre que quiserem consumir sua API.

Um benefício final dessa abordagem é o design da API. Isso o incentiva a fazer uma pausa e refletir sobre seu produto e o que você espera alcançar.

Pode ser uma maneira de fazer com que toda a sua equipe de desenvolvimento trabalhe em conjunto e na mesma página. Uma maneira de implementar um design de API First é reunir as equipes de desenvolvimento de front-end e back-end e fazer com que trabalhem juntas no design da API.

Simplifica os dados

Um dos motivos mais comuns para desenvolver uma API é consumir e interagir com os dados. Na maioria das vezes, os empresários estão preocupados com os problemas empresariais. Como desenvolvedor, você está lá para resolver o problema deles.

Uma API simplifica a maneira como os consumidores interagem com os dados. Por exemplo, pense na aparência de um arquivo JSON bruto e não processado da linha de comando. O arquivo retornado às vezes pode ter centenas de páginas. Esse despejo de dados às vezes pode parecer intimidante para aqueles que estão menos confortáveis ​​com a tecnologia.

Dicas para aplicar API First em sua empresa

O API First é mais uma abordagem de desenvolvimento centrado em API, semelhante ao Agile ou Scrum. Com isso em mente, aqui estão algumas dicas para sua jornada de design de API First.

Decida Seus Objetivos

Este é o estágio em que todas as suas equipes se reúnem para decidir o que você espera que sua API alcance. Todos em sua organização que estarão interagindo com a API devem ter uma parte nesta conversa, tanto do lado comercial quanto do técnico que criará a API.

Compreenda a infraestrutura da sua empresa

Para criar uma API útil e eficaz, você precisa conhecer o sistema com o qual está trabalhando. Você precisa estar familiarizado com o back-end para saber como se integrar com seus bancos de dados, por exemplo. Você também precisará compreender totalmente qualquer presença digital que possa ter, como seu site, para descobrir onde as pessoas acessarão sua API.

Identifique as integrações

Um dos principais motivos para adotar uma estratégia de API First é tornar sua API escalável. Você nunca sabe o que o futuro reserva, especialmente nestes tempos tumultuados.

Durante o processo de design de API First, é importante determinar todos os diferentes componentes com os quais sua API irá interagir. Você também precisará considerar como sua API pode interagir no futuro.

Pensar nessas coisas com antecedência ajudará a garantir que sua API esteja pronta para tudo. Nem todos os ativos com os quais você estará interagindo serão REST, ou mesmo RESTful, por exemplo. Saber disso com antecedência significa que você pode criar sua API para ser aberta e flexível.

Compreenda os diferentes tipos de APIs

Em uma empresaa, as APIs geralmente se enquadram em três categorias principais: APIs de ponta, APIs de utilitários e APIs de domínio.

As APIs de ponta são um componente integral do front-end. Como resultado, elas terão mais interação. É uma boa ideia projetar as APIs de ponta primeiro para evitar complicações desnecessárias assim que você começar a desenvolver o back-end. As APIs de ponta são frequentemente construídas sobre a camada de front-end, realizando funções necessárias como limitação de taxa ou autenticação de usuário, oferecendo uma experiência consistente para o usuário.

Depois de criar as APIs de ponta, você pode começar a desenvolver as APIs de utilitários e de domínio. APIs de utilitários são APIs que podem conectar o back-end a outras soluções. No entanto, isso nem sempre é necessário, pois as APIs mais desenvolvidas terão muitas dessas funções integradas a elas.

Finalmente, APIs de domínio são a infraestrutura usada por seu escritório. Podem ser funções como serviços de mensagens ou análise de negócios. Seguir um design de API First faz com que você sempre possa voltar e ajustar as APIs de ponta conforme necessário, se encontrar quaisquer problemas ao configurar o domínio ou APIs de utilitários.

Aplique API First com Gestão de APIs

As APIs estão se tornando cada vez mais importantes para as empresas que desejam permanecer relevantes na era digital. Isso significa que elas devem ser compreensíveis para aqueles que menos entendem de tecnologia e para os desenvolvedores que as constroem. Isso criará um cenário que podemos chamar de API 2.0, que provavelmente será semelhante a quando a codificação se tornou dominante.

API First para times de tecnologia

Pense na explosão de novas ferramentas e brinquedos que inundaram o mercado quando IDEs inteligentes foram lançados. Provavelmente veremos algo semelhante com as APIs à medida que se tornam mais integradas à forma como fazemos negócios. Portanto, é essencial estar confortável ​​com o design que prioriza a API e fazer uma boa gestão do seu consumo para estar sempre à frente no mercado.

Aproveite e leia nosso artigo sobre o impacto da abordagem API First para o negócio.

Agende uma conversa e saiba como podemos te ajudar